Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

WHERE IS MY MIND

WHERE IS MY MIND

Dom | 28.10.18

Memórias e as Polka dots

w-m-mind

 

 Captura,
captura momentos,
captura memórias,
nunca deixes de colecionar este tipo de coisas,
porque são elas que fazem sentido coleccionar na nossa vida. 

 

109_3243.jpg

Sobre memórias e a sua ligação a estas fotografias, são nada mais nada menos, esta máquina fotográfica. 
Pertence às coisas do meu avô, e foi com ela que ele tirou fotografias a todas as minhas memórias de infância, que vejo com tanta nostalgia. Quem mais tem saudades dos tempos de infância, dos tempos em que só queriamos ser "grandes"? E hoje as coisas são completamente o contrário, hoje quantas (os) de nós ja disse ou pensou "quem me dera ser criança" ?

 

109_3242.jpg

Mas as coisas que pertencem aos avós não se fica pela máquina, acho que a minha avó viu a colecção de lenços dela a ficar reduzida, desde que eles passaram a fazer parte dos meus outfits. São vintage, são lindos, eu adoro, e o facto de serem dela ainda mais, e ainda tenho direito a ouvir por vezes "sabes daquele meu lenço, tenho a certeza que sabes". 

 Quantas (os) de nós adora coisas que são dos nossos progenitores ou mesmo avós? Eu quem me dera ter o baú das roupas de uma e de outra, quando tinham a minha idade (risos). 
Aquelas calças de cintura super subida da minha mãe, faziam furor agora no meu guarda-vestidos, e os vestidos compridos da minha avó então nem se fala. 

 

 

109_3261.jpg

 About the outfit: Para além do lenço da avó queé num vermelhão que se vê ao longe, conjuguei com uma blusa do aliexpress (custou cerca de 3€ - já com portes - que bela de pechincha) e as calças estavam perdidas no meio de muitas calças numa banca da primark (e é mais uma bela pechincha - 3,5€), quando fazemos um outfit, com menos de dez euros e ainda por cima com peças versáteis e que podemos conjugar com diversas coisas ainda melhor.

109_3253.JPG

Um beijinho e até ao próximo post my minds 

w.mind.png

 

Qui | 25.10.18

26 coisas que aprendi ao longo da vida

w-m-mind

109_2979.jpg

 

Das coisas que mais demorei a incrementar em mim, mas que me fizeram e fazem uma pessoa muito mais livre e feliz.

  1. Amor-próprio em primeiro lugar

  2. Desligar de pessoas hipócritas (que é como quem diz, que trabalham com os dois lados, dependendo do que lhes melhor convèm)

  3. Não deixar de acreditar em nós

  4. Desilusões servem de lições

  5. Familiares temos muitos, família temos quem está ao nosso lado todos os dias

  6. Conhecidos temos muitos, amigos contamos com os dedos apenas de uma mão

  7. Aceitar o nosso corpo tal como ele é, com uns quilos a mais, estrias, e cicatrizes, não é o nosso corpo que nos define como pessoas

    109_2934.jpg

  8. Não fazer planos a longo prazo

  9. Não desistir do que nos faz realmente felizes

  10. Não desistir dos nossos sonhos

  11. O AMOR EXISTE E APARECE QUANDO MENOS ESPERAMOS

    IMG_20180908_143030.jpg

     

  12. A vida troca-nos as voltas, e assim é que faz sentido

 Sempre sonhei em estudar designer de moda, ou algo relacionado com o designer, mas por impossibilidade com quinze anos não vim estudar para o Porto, e então continuei na minha terra, onde estudei Línguas e Humanidades, e acabei por mudar o meu pensamento e na Faculdade estudei numa área em que fundamentalmente estudamos Direito – o oposto – mas das decisões mais acertadas da minha vida, tudo tem uma causa e um porque.

  1. Desenhar e costurar sempre foi a minha paixão, e mesmo nunca ter estudado essa área, não me fez desistir dela, então desenho, costuro, invento e reinvento as minhas peças de roupa. Por isso nunca desistam de fazer o que mais gostam.

  2. Existe tempo para tudo, e tudo vem no tempo certo.

  3. Nunca digam nunca, eu sempre disse que nunca me casaria – e a vida deu a volta e eis que engoli as palavras.

Fui pedida em casamento e pensei que as coisas ficariam por ali, mas não casei fez um ano no dia 5 de Agosto (e sem dúvida que casar tinha de fazer parte da minha vida, casar faz-nos sentir umas verdadeiras princesas no nosso castelo).

  1. Percebi que não era para mim pensar a longo prazo, aliás decidimos casar no final de Maio de 2017 e casamos no início do mês de Agosto de 2017.

    IMG_3468.JPG

     

  2. Deixei de ser consumidora compulsiva em termos de roupa, maquilhagem e sapatos, na verdade de que me servia ter uma dúzia de paletas de sombras se apenas usava algumas, ter não sei quantos pares de calças se na verdade metade nem saía do guarda-vestidos, foi ai que decidi tirar tudo para fora e dei tudo o que não usava, mesmo gostando das coisas e me servindo, a uma instituição de acolhimento residencial de crianças e jovens.

  3. Passei a ver as coisas simples da vida e que realmente nos fazem bem, por exemplo, em vez de passar o Domingo num Shopping a ver lojas, isso deixou de ser os meus planos e passei a dar valor a passear ao ar livre, e passei a ser muito felizes e a renovar muito mais as energias.

  4. Um bom filme e uma chávena de chá passaram a ser as noitadas de sábado (e quem bem que sabe) – chamam a isso o peso da idade.

  5. As fobias não nascem connosco, elas podem nascer por situações da vida. Com 24 anos passei a sofrer de amaxofobia, que é como quem diz medo em andar de carro, devido a um acidente que tive de carro em que só tomei consciência da gravidade do que se tinha passado já estava numa sala de cirurgia.

  6. Prefiro o pelo dos meus animais na minha roupa que a presença de certas pessoas na minha vida.

  7. Podia ter a casa mais arrumada se não tivesse animais, mas não era tão feliz, assim tenho de dividir a casa com duas cadelas e uma gata.

    44691575_339881733411398_519608326040846336_n.jpg

     

  8. A mesa da cozinha com a minha família é o meu programa preferido ao Domingo à hora do almoço.

  9. Não colecciono coisas, passei a coleccionar momentos.

  10. Pensei que o meu percurso de estudo teria acabado, mas estou seriamente a pensar voltar a estudar - nunca é tarde para voltarmos a estudar.

  11. Já tive um blog anteriormente, e desisti porque na minha cabeça não tinha tempo para ele, mas quando a gente quer temos tempo para tudo  – e assim nasce novamente o WHERE IS MY MIND. 

 

Um beijinho e até ao próximo post 

w.mind.png

 

 

Qua | 17.10.18

O vestido camiseiro que parece uma tenda de praia

w-m-mind

40019620_2175062022505195_9112745804002492416_n.jp

Quando passamos por uma peça de roupa numa loja e pensamos que é uma tenda de praia e não lhe ligamos patavina nenhuma? A quantas (os) de nós já aconteceu isso?

O ser humano tem desse tipo de coisas, primeiro desgosta, depois passa a gostar.

Este vestido já o tinha visto várias vezes na Primark, mas não me chamava à atenção, não tinha nada que me cativasse.

Mas depois de uma ida aos saldos com o meu irmão, dado que ele é que se encontra entretido, e eu mais naquele de encontrar um bom achado, eis que surge novamente o vestido misturado no meio de tanto outros e com uma daquelas etiquetas vermelhas, o que significava que tinha baixado o preço. Não me lembro ao certo mas marcava ou 4 / 5 euros. Peguei nele, decidi experimentar e ver no que dava.

Na verdade era um vestido camiseiro, um vestido camiseiro de ombros à mostra. Poderia ser um óptimo achado e que podia conjugar com diversas coisas.

No provador levou um grande sim. E tem tido o devido uso. Por vezes as coisas realmente parecem uma coisa e depois são outras.

Os vestidos camiseiros, são sem dúvida uma das grandes tendências, e apenas tinha um no meu guarda-roupa, gosto de o usar de diversas maneiras. Por isso este veio para junto do outro, que acho que mesmo sendo uma peça de primavera/verão vou acabar por usar com combinações de outono/inverno.

Acho que é a tenda de praia mais linda que já (desculpem mas fez-me lembrar uma tenda de praia - mas mesmo assim gosto dele). 

40035934_2157377337836635_5393069607567228928_n.jp

40066128_212942799578461_5825855268503683072_n.jpg

40070500_2094522454133609_6085101800887681024_n.jp

40088246_233650310658971_5611137385086582784_n.jpg

5 Formas de se usar um vestido camiseiro.

  • Com os ombros à mostra, podendo ser mesmo um vestido camiseiro do estilo que uso neste outfit, ou até mesmo uma camisa largueirona e comprida com os primeiro botões desabotoados e a mostrar os ombros.

 

  • Um vestido camiseiro, ou mais uma vez até mesmo uma camisa largueirona e comprida, estilo vestido midi ou maxi, combinada com uns sapatos altos, podemos usar e abusar.

 

  •  Um vestido camiseiro ou uma camisa assim mais curtinha, estilo mini-saia, com uns sandálias ou sapatos de plataformas de salto grosso ou até mesmo uns ténis, e estamos prontas.
  • Os vestidos camiseiros ou camisas compridas às riscas ou aos quadrados, com calças de ganga. São a melhor opção para aqueles dias em que não temos imaginação para mais.
  • E por último e não menos importante – Black & White – uma camisa branca ou um vestido camiseiro, combinado com sapatos e acessórios pretos – as mulheres nunca se comprometem.

E vocês que acham deste estilo de vestidos / camisas ? 

40094941_665128437199155_7080775842594291712_n.jpg

Vestido: Primark , Óculos de Sol: Aliexpress , Ténis: Primark 

 

Um beijinho e até ao próximo post 

w.mind.png

 

 

Dom | 07.10.18

Máscara de cabelo - SKALA

w-m-mind

109_3206.jpg

 

Hoje o post é sobre um produto que me tem surpreendido bastante, em vários pontos.

Tudo começou num dia em que não tinha reparado que a máscara do cabelo tinha acabado, e naquele momento a única solução era ir a um super-mercado que tenho perto de casa e comprar uma para o desenrasque. Normalmente compro para cabelo estragados e opacos e secos, dado que antes pintava o cabelo, usava permanentemente secador, o que o acabou por estragar bastante, e ainda pelo facto de o meu cabelo ser muito seco nas pontas, mas ao contrário na raiz, sendo bastante oleoso.

Na prateleira a única que ainda se adequava mais ao meu cabelo era sem dúvida esta novidade para mim, marca Skala. Nunca tinha ouvido falar desta marca, nem bem, nem mal, era completamente desconhecida para mim, mas porque não experimentar? Bora lá, lá vim eu carregada para casa.

E perguntam vocês carregada com uma máscara para o cabelo? Sim, a máscara que comprei vem num boião de um quilo, por apenas 3.99€.

A máscara que trouxe foi a de Keratina, que promete ajudar com cabelos secos e danificados, em apenas três minutos.

Inicialmente tive um pouco de receio, por não conhecer a marca e assim, mas naquele momento tinha de ser aquela máscara.

Quando cheguei a casa comecei por pesquisar sobre a máscara, e qual não é o meu espanto que é uma máscara bastante conhecida no Brasil. 

109_3205.JPG

109_3208.JPG

Segundo a máscara e tal como já disse anteriormente ela promete fazer efeito em três minutos, mas se fizermos durante esse tempo o efeito pode não ser o esperado. Eu normalmente deixo actuar cerca de cinco minutos e os resultados são mais eficazes. 

Depois de retirar a máscara do cabelo o mesmo fica bastante sedoso e bastante mais fácil de escovar. 

Não posso dizer que é uma máscara cinco estrelas, mas acabou-me por supreender de forma positiva e usei até ao fim. 

E vocês já conheciam esta máscara? 

109_3212.JPG

 

 

Um beijinho e até ao próximo post my minds